20 de Novembro o Dia da Consciência Negra

0
551

Não ao Retrocesso

20denovembroodiadaconsciencianegra

Nos últimos anos tivemos importantes avanços, com ações afirmativas de cunho social e político, e principalmente na legislação brasileira, mas, atualmente, o mundo assiste atônito o imenso desmonte e retrocesso vivenciado por nossa sociedade, com o fim de diversas iniciativas e políticas públicas, e do próprio fim do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos.

Um processo nefasto, que traz que nos impele cada vez mais para grandes compromissos e responsabilidades. Ou seja, para nós do movimento negro, infelizmente, ainda, existem grandes desafios que devemos conquistar. O combate e a luta pela erradicação da discriminação, que ainda atinge incisivamente a população de origem negra em nosso país. Inseridos nessa luta, também somos protagonistas, e não medimos esforços para que todos os cidadãos, os trabalhadores e trabalhadoras de origem negra, possam ampliar e tenham mais acesso, a políticas e inciativas públicas e institucionais, e que trazem um pouco mais de politização, e de formação educacional e cultural, no que tange, principalmente, a efetivação, e não o fim, de canais amplos e participativos de informação, para que todos saibam o que está acontecendo no mundo, principalmente em nossa sociedade.

Os números e os dados ainda nos mostram a imensa desigualdade que vivenciamos. Por isso, continuamos fazendo a nossa parte, seja pelo trabalho que desenvolvemos no movimento sindical, junto a FEQUIMFAR, a Força Sindical e o INSPIR, como também no dia a dia de cada um de nós!

E nesse processo, sejamos mais protagonistas do que nunca. Não podemos assistir inertes ao retrocesso e as ameaças de perdas de direitos trabalhistas e sociais, pois o racismo, suas barreiras e vertentes estão mais fortes do que nunca.

E na luta contra a discriminação e todos os bloqueios que querem nos impor, reiteramos que somos milhões de brasileiros e brasileiras, e reafirmamos nossos ideais de luta, liberdade e respeito, dizendo, “Não ao retrocesso”!

Francisco Quintino – Coordenador do departamento de Promoção da Igualdade Racial da FEQUIMFAR e Presidente do INSPIR

 

 

 

Deixe uma resposta