Centrais Sindicais e movimentos sociais organizam Greve Geral do dia 14 de junho

0
63

Representantes das centrais sindicais, de sindicatos filiados, dos estudantes e de outros movimentos sociais se reuniram, nesta segunda-feira, dia 20 de maio, na sede do Dieese, para reforçar a mobilização da greve geral do próximo dia 14 de junho contra a proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo e que está em tramitação no Congresso Nacional.

Para o presidente da Força Sindical, Miguel Torres, o abaixo-assinado que está sendo levado às fábricas, bairros e praças públicas é um dos principais instrumentos do momento para mostrar aos parlamentares que a proposta é injusta, tira direitos e mantém privilégios.

“A indignação popular contra os ataques aos direitos sociais, trabalhistas e previdenciários da classe trabalhadora está aumentando em todo o Brasil”, avalia Torres que também é presidente d presidente da CNTM e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes.

O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, Juruna, explica que na reunião desta segunda foi definido um calendário de ações para fortalecer a Greve Geral do dia 14 de junho. “Reafirmamos nossa unidade na luta em defesa da aposentadoria”, afirma o sindicalista.

Sergio Luiz Leite, Serginho, presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical, diz que no dia 29 de maio, os Químicos estarão reunidos com o Conselho Político para fazer um balanço da coleta dos abaixo-assinados e continuar organizando nossa participação na greve e atos de 14/6.

Deixe uma resposta