Conselho Político Consultivo da FEQUIMFAR define estratégias para greve geral e mobilizações

0
169

No dia 29 de maio, o Conselho Político Consultivo da FEQUIMFAR, que é composto por representantes dos 33 Sindicatos filiados, esteve reunido em São Paulo SP, para discutir e definir a organização da categoria junto a participação nas manifestações de amanhã, 30 de maio, com os estudantes e movimentos de professores, e a greve geral de 14 de junho em defesa da Previdência Social.

Edson Dias Bicalho, secretário geral da FEQUIMFAR, coordenou o evento que contou com apresentações e debates com os advogados César Augusto de Mello e Andressa Ruiz, que falaram sobre reforma da previdência e Aposentadoria Especial.

A mesa de trabalho contou com a presença dos companheiros Danilo Pereira da Silva, presidente da Força SP e vice-presidente da FEQUIMFAR, Antonio Silvan Oliveira, presidente da CNTQ e do STI Guarulhos, Jurandir Pedro de Souza, diretor financeiro da FEQUIMFAR e presidente do STI Itapetininga, Maria Auxiliadora dos Santos, secretária da mulher da Força Sindical e presidente do STI Instrumentos Musicais e Brinquedos, e Herbert Passos, coordenador da SNQ e presidente do STI Baixada Santista.

João Carlos Gonçalves, o Juruna, secretário geral da Força Sindical, participou da reunião do Conselho e falou da importância da unidade de ação na defesa de uma Educação de qualidade e digna para alunos, profissionais da Educação e sociedade em geral. Além disso, salientou a unidade das Centrais na luta contra a proposta do governo de reforma da previdência.

O presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical, Sergio Luiz Leite, Serginho, destaca que no dia 14 de junho, além de greves e paralisações, serão realizados atos em todo o país com a distribuição de materiais informativos unitários das Centrais Sindicais, que mostram os ataques do governo aos direitos sociais e previdenciários.

“Vamos intensificar as mobilizações, panfletagens e greves. Vamos mobilizar ainda mais a categoria e população para aderir ao abaixo assinado em favor das Aposentadorias. Temos que ter unidade com as demais categorias de professores, estudantes, setores de transporte para que façamos valer nossos direitos já conquistados”, diz Serginho.

Nos próximos dias, FEQUIMFAR e Sindicatos filiados também vão reforçar as manifestações nas redes sociais: as mídias de deputados e senadores estarão repletas de mensagens informando e defendendo a pauta dos trabalhadores. “Na defesa das aposentadorias públicas e contra as proposta da reforma da previdência! Por mais emprego decente e por uma Educação digna para todos”, reforça Edson Edson.

Deixe uma resposta