Demissões na Heringer: trabalhadores unificam a luta por direitos

0
101

Dirigentes sindicais que representam os trabalhadores da Heringer Fertilizantes estarão reunidos com líderes da FEQUIMFAR (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de SP, entidade filiada à Força Sindical e à CNTQ – Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Químico), nesta quinta-feira, 21 de fevereiro, para avaliar e discutir a atual situação da empresa.

O objetivo do encontro é partilhar informações sobre os processos de demissão nas várias unidades da Heringer em todo o país e unificar mecanismos para que os direitos trabalhistas sejam cumpridos.

De acordo com os Sindicatos, na unidade de Ourinhos SP, cerca de 40 trabalhadores foram demitidos neste mês, já em Uberaba, foram 100. Na fábrica em Dourados MS, o quadro de funcionários ficava entre 80 e 100 trabalhadores, que foram sendo desligados, restando apenas 52 que também foram demitidos. Em Goiás, eram três unidades da Heringer: Rio Verde, Anápolis e Catalão, a última é a única ainda em funcionamento, com 76 trabalhadores.

Sergio Luiz Leite, Serginho, presidente da FEQUIMFAR, e Antonio Silvan Oliveira, presidente da CNTQ, junto ao Departamento Jurídico, receberão líderes dos Sindicatos dos Químicos de São Paulo/Ourinhos, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás. 

Histórico

Conforme divulgado na imprensa, o pedido de recuperação judicial apresentado pela Heringer Fertilizantes foi deferido pela 2ª Vara da Comarca de Paulínia SP, no começo do mês de fevereiro. Com isso, todas as ações e execuções atualmente em curso contra a companhia são suspensas pelo prazo de 180 dias corridos.

Deixe uma resposta