Papeleiros realizam 3º encontro nacional

0
114

Reunidos durante dois dias na Colônia de Férias em Praia Grande, os papeleiros definiram as bandeiras de luta da categoria para este ano, no 3º Encontro Nacional com o tema “Reconstruir o Brasil e Garantir Direitos de quem trabalha e produz”.

De acordo com o presidente do Sintipel (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Papel, Papelão e Cortiça de Piracicaba), Francisco Pinto Filho, o Chico, este congresso já é tradicional e marca os preparativos para a campanha salarial deste ano.

Segundo Emerson Cavalheiro, vice-presidente do Sintipel, as bandeiras de luta são as seguintes:

Reajuste salarial de 5%;
Piso salarial R$ 1.953,00;
Abono Indenizatório R$ 2.700,00;
Redução de jornada de trabalho para 40 horas semanais nos setores de Artefatos e Papelão;
Adicional Noturno de 60%; Horas extras 150%;
Cesta de alimentos de R$ 475,00;
Abono de férias 50% salário nominal (no retorno das férias); Manutenção dos postos de trabalho;
Combate ao Assédio Moral e Sexual; Combate a qualquer forma de discriminação: racial, ético e de gênero;
Acompanhamento do Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho (TRCT) pelo sindicato;Fim da coparticipação nos planos de saúde.

Fonte: Imprensa da Força Sindical.

Deixe uma resposta