Químicos da Força dão início à Campanha Salarial e Social do setor de fabricação industrial do Álcool/Etanol

0
247

No dia 16 de março, teve início a Campanha Salarial e Social dos Trabalhadores nas usinas e destilarias que produzem álcool/etanol, no estado de São Paulo. São mais de 30 mil trabalhadores distribuídos em todo o estado mobilizados pelo reajuste salarial, aumento real, em defesa do emprego e por melhores condições de trabalho

“Vistos os dados positivos do setor de produção industrial de álcool/etanol, como de aumento de vendas, e a inflação mais baixa, o momento é favorável para a recuperação das perdas econômicas dos trabalhadores, além da possibilidade de que seja conquistado um significativo reajuste, com aumento real nos salários, assim como uma PLR justa. Esse o nosso compromisso de luta, nessa Campanha Salarial e Social deste ano, junto a mobilização geral de toda categoria.”
Sergio Luiz Leite, presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical

Dirigentes da FEQUIMFAR, entidade filiada à Força Sindical e à CNTQ, e de seus Sindicatos filiados, reunidas no Seminário de Negociação Coletiva, no auditório da Colônia de Férias dos Químicos, na cidade de Praia Grande SP.

No decorrer do Seminário, os dirigentes sindicais fizeram análises e avaliações do cenário do setor, que contou com apresentações e informações do DIEESE, e também foram discutidas as estratégias para a negociação coletiva.

Ao término do evento, os dirigentes sindicais deliberaram a Pré-Pauta de Reivindicações da categoria, veja os principais destaques:

  • Reajuste: 3% de aumento real + INPC/IBGE
  • Piso (salário normativo): R$ 1.807,00
  • Piso para técnico: R$ 3.048,70
  • PLR: 2 salários normativos

“Nossa principal bandeira de luta é a defesa do emprego e o aumento real nos salários, por isso, vamos intensificar as mobilizações e lutas, pela Campanha Salarial e Social deste ano, em todas as regiões do estado. Agora é força total.”
Edson Dias Bicalho, secretário geral da FEQUIMFAR e presidente do Sindicato dos Químicos de Bauru e Região

O Seminário contou com a presença dos Sindicatos filiados à FEQUIMFAR, além dos companheiros Danilo Pereira da Silva, presidente da Força Sindical SP, Arnaldo, presidente da Federação dos Químicos do Centro Oeste, e Fanio, da Federação da Alimentação.

“Vamos buscar fortalecer nossa unidade na Campanha Salarial com o setor da alimentação, motoristas e rurais. A unidade dessas categorias aumenta nossa mobilização no Estado de SP e no Brasil, por reajuste e aumento real de salários”, disse Jurandir Pedro de Souza, diretor financeiro da FEQUIMFAR e presidente do Sindicato dos Químicos de Itapetininga.

Principais Bandeiras de luta:

Defesa do emprego
Reposição das perdas salariais
Aumento real
PLR (participação nos lucros e/ou resultados)
Fim da rotatividade de mão de obra
Direito à qualificação e requalificação profissional
Melhoria nas condições de saúde e segurança
Igualdade de oportunidades
Direito à qualificação e requalificação profissional

Deixe uma resposta