Químicos da Força debatem cenários e tendências nas negociações coletivas de 2018 no SINPROQUIM

0
139

Nesta manhã, o presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical, Sergio Luiz Leite, Serginho, e o companheiro Herbert Passos, presidente do STI Baixada Santista e coordenador nacional da SNQ, foram palestrantes no workshop “CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DAS NEGOCIAÇÕES COLETIVAS PARA O ANO 2018”, realizado pelo SINPROQUIM.

Em painel reservado para a representação dos trabalhadores, Serginho da FEQUIMFAR/Força Sindical, Passos, dos Químicos da Baixada Santista e Cano, da FETQUIM/CUT, abordaram as expectativas dos trabalhadores do setor e abriram espaço para o diálogo sobre o “alcance e autonomia da negociação coletiva”.

“Destacamos a importância dos níveis de negociação coletiva, em especial a convenção coletiva como instrumento geral de negociação. Questões específicas tendem a serem tratadas em acordos coletivos, negociados pelos Sindicatos, mas as convenções coletivas configuram um importante instrumento de manutenção e preservação de diretos! Por isso, precisamos cultivar e ampliar a cultura e autonomia da negociação coletiva e também estabelecer o sistema de custeio”, informa Serginho.

Deixe uma resposta