Químicos da Força manifestam contra a nova lei trabalhista e a reforma da Previdência

0
96

Lideranças da FEQUIMFAR, Sindicatos filiados e CNTQ intensificam manifestação organizada pelas Centrais Sindicais na Praça da Sé, em São Paulo SP.

Em São Paulo, o Dia Nacional de Luta em Defesa dos Direitos reuniu cerca de 15 mil pessoas. “Nossa luta é contra a reforma da previdência e pela manutenção dos direitos trabalhistas, junto ao fortalecimento das estruturas sindicais”, destaca Sergio Luiz Leite, Serginho, presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical.

João Carlos Gonçalves, Juruna, secretário-geral da Força Sindical, afirmou que o País precisa crescer para gerar empregos, porque 13 milhões de desempregados é um exagero. Ele destacou ainda a capacidade que as centrais tiveram de se manter unidas. “Essa unidade e o povo nas ruas são fundamentais. Em 2018, precisamos estar nas ruas e fazer um debate com os trabalhadores para eleger quem nos representa”, disse.

Maria Auxiliadora dos Santos, secretária Nacional da Mulher da Força e presidente do STI Instrumentos Musicai e Brinquedos, afirmou que a trabalhadora será a mais prejudicada com as reformas porque já ganha 30% menos que os homens, exercendo a mesma função.

Para acessar as fotos da manifestação, clique aqui.

Fonte: com informações da Imprensa da Força Sindical.

Deixe uma resposta