Químicos da Força unidos por garantia de direitos e aumento real

0
182

Na manhã desta sexta-feira, 1º de setembro, o 1º secretário da Força Sindical, Sergio Luiz Leite, Serginho, que também é presidente da Federação dos Químicos, recebeu, na sede da Força Sindical, o presidente da Federação dos Químicos do Estado do Rio de Janeiro, Isaac Wallace de Oliveira.

Na pauta do encontro, os impactos das mudanças na legislação trabalhista na vida dos trabalhadores, em especial da categoria dos químicos. “Mais do que nunca a categoria precisa estar unida e mobilizada para fortalecer a luta dos trabalhadores e para garantir o que já foi conquistado com muita luta, além de ampliar as conquistas”, ressaltou Serginho.

Wallace explicou como está a negociação dos químicos e farmacêuticos do Estado. As negociações com o setor químico, com data-base em 1º de junho, tem encontrado, até o momento, uma forte resistência dos patrões no que diz respeito ao aumento real. “Conseguimos avançar com relação às cláusulas sociais mas, como já esperávamos, após cinco rodadas de negociação o patronal não cedeu em nem um milímetro no reajuste dos salários”.

Já para o setor farmacêutico, com data-base em 1º dezembro, a negociação está começando, e as perspectivas são as mesmas. “Teremos muita dificuldade em acertar bons acordos, mas com a unidade da categoria e muita luta vamos obter sucesso na campanha”, ressalta o sindicalista.

Em todo o estado do Rio de Janeiro, a campanha salarial envolve cerca de 40 mil trabalhadores somente dos setores químico e farmacêutico.

Fonte: Imprensa da Força Sindical.

Deixe uma resposta