Químicos deliberam Pré-Pauta de Reivindicação: Inflação + 3% de Aumento Real de reajuste salarial; Piso de R$ 1.800,00; PLR de 02 salários normativos

0
649

Reunidos para o Seminário de Negociação Coletiva, referente à Campanha Salarial e Social dos Trabalhadores nas Indústrias Farmacêuticas do Estado de São Paulo, dirigentes sindicais de todas as regiões do Estado, que integram os Sindicatos filiados à FEQUIMFAR, entidade filiada à Força Sindical, CNTQ e IndustriALL, aprovaram na tarde de ontem, 7 de fevereiro de 2017, o índice de reajuste salarial, referente a Convenção Coletiva da categoria, mais reajuste do piso salarial e PLR (Participação nos Lucros e Resultados das empresas).

“Posteriormente à analise criteriosa do setor pela direção da Federação, seu departamento jurídico, e pelo DIEESE, nossas lideranças aprovaram por unanimidade a proposta de reajuste salarial de 3% de aumento real, piso de R$ 1.800,00 e PLR de 02 salários normativos. Na manhã desta quarta-feira serão discutidas e avaliadas as demais cláusulas de ordem social, referentes a Convenção Coletiva dos trabalhadores e trabalhadoras do setor industrial farmacêutico” – Sergio Luiz Leite, Serginho –  Presidente da FEQUIMFAR e 1º Secretário da Força Sindical.

Na manhã dessa quarta-feira, dia 8 de fevereiro de 2017, os dirigentes da FEQUIMFAR e Sindicatos filiados, deram continuidade ao Seminário de Negociação Coletiva, com a leitura e avaliação das cláusulas sociais, para a conclusão da Pré-Pauta de Reivindicação da categoria.

Agenda

Até o dia 8 de março, dirigentes dos Sindicatos filiados, com apoio da FEQUIMFAR, realizarão assembleias em todas as regiões do estado para apresentar a Pré-Pauta de Reivindicação aos trabalhadores.

No dia 9 de março, haverá grande assembleia na sede da FEQUIMFAR, para avaliação final da Pré-Pauta. Se aprovada, a Pauta deverá ser entregue, no mesmo dia, aos representantes do Sindicato Patronal, SINDUSFARMA.

“A data-base referente a Campanha Salarial e Social do setor é 1º de Abril, e lembramos que, os Sindicatos que integram a FEQUIMFAR, representam mais de 15 mil trabalhadores e trabalhadoras nas indústrias farmacêuticas do estado de São Paulo. Esse ano a mobilização da categoria, novamente deve-se nortear, pelo reajuste salarial, com aumento real e PLR, além da manutenção das cláusulas existentes, visto que, as boas noticias, divulgadas pelo próprio sindicato patronal, referentes ao setor empresarial farmacêutico, nos inspiram cada vez mais a lutar pela valorização dos salários, e os demais direitos da categoria” – Edson Dias Bicalho – Secretário Geral da FEQUIMFAR

Bandeiras de Luta
Reajuste salarial: Inflação do período + 3% de aumento real
Piso salarial de R$ 1.800,00
PLR:02 Pisos Normativos
Trabalho Decente
Saúde e Segurança
Igualdade de Oportunidade
Qualificação Profissional

Deixe uma resposta