Quintino leva reivindicações do INSPIR para SEPPIR

0
199

No dia 11 de Abril de 2017, foi um dia especial que muda a nossa história de luta e militância no movimento negro no Brasil. 

Brasília – A cerimônia de posse no comando da Desembargadora Luislinda Dias de Valois Santos, Ministra Chefe dos Direitos Humanos,  empossou dois novos secretários nacionais, o Exmo. Sr. Juvenal Araújo Jr., Secretário da Secretaria Nacional de Politicas de Promoção da Igualdade Racial- SEPPIR, e a posse do Exmo. Sr. Marco Antônio Pellegrini, Secretário Nacional de Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência. A cerimônia aconteceu no Ministério da Justiça e Segurança em Brasília. 

Contou com a presenças de Francisco Quintino, presidente do Instituto Sindical Interamericano Pela Igualdade Racial – INSPIR/Força Sindical, diretor do Departamento de Promoção da Igualdade Racial FEQUIMFAR e secretário de Promoção da Igualdade Racial da Força Sindical/SP, e Adney Araújo, conselheiro do INSPIR, presidente CONEPIR/Piracicaba, secretário de Promoção da Igualdade Racial da Federação da Alimentação do Estado do Estado de São Paulo/Força Sindical. 

No dia 12 de Abril, o novo Secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial SEPPIR, recebeu o Presidente do INSPIR, Francisco Quintino e Adney Araújo para discutir uma pauta voltada ao Trabalho Decente buscando igualdade e oportunidades no mercado de trabalho, assunto muito delicado quando se trata de afrodescendente e mercado de trabalho, diante do cenário de crise econômica que atinge aos trabalhadores brasileiros, sobretudo negros e negras. 

O Secretário Juvenal Araújo engajado no desafio de conduzir a secretaria e trabalhar em prol da Igualdade Racial no País, onde o negro não é visto nos cargos de poder no Brasil, sendo o principal desafio, criar Políticas de Igualdade Racial para redução das desigualdades históricas e permanentes. Assumindo um compromisso com INSPIR com uma Pauta Sindical relacionada ao mercado de trabalho, entre elas:  

AS CONVENÇÕES A-68 e A-69 da OEA (Organização dos Estados Americanos), acompanhar tramite no Congresso Nacional, procurando evitar que vão para Comissões, onde demorariam mais tempo para ratificação. Voltadas a defesa dos direitos humanos, essas convenções são extremamente importantes para a construção de um mundo mais justo e precisam ser ratificadas pelo governo brasileiro; 

FORÇA TAREFA ENTRE INSPIR E SEPPIR NA BUSCA DA IGUALDADE E OPORTUNIDADE PARA NEGROS E NEGRAS NO MERCADO DE TRABALHO; 

LUTAR PELO RECONHECIMENTO DAS TRABALHADORAS DOMÉSTICAS COM OS MESMOS DIREITOS DOS DEMAIS TRABALHADORES DO PAÍS; 

PROGRAMAS DE QUALIFICAÇÃO DA JUVENTUDE NEGRA ATRAVÉS DO PROGRAMA JUVENTUDE VIVA; 

QUE SEJA CUMPRIDA A RESOLUÇÃO 746 DO CODEFAT (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador), COM RECURSOS DO FAT – FUNDO DE AMPARO AO TRABALHADOR; 

CRIAÇÃO DO FÓRUM DAS CENTRAIS SINDICAIS NA QUESTÃO RACIAL, DEVE SER INSTITUÍDO VIA PORTARIA NO AMBITO DA SEPPIR, VISANDO FORTALECER A INTERAÇÃO ENTRE AS ENTIDADES SINDICAIS PARA AVANÇAR NAS BANDEIRAS DEMOCRÁTICAS E NO COMBATE A DISCRIMINAÇÃO E DEMAIS FORMAS DE INTOLERÂNCIA; 

PARTICIPAÇÃO DAS CENTRAIS SINDICAIS E DO INSPIR NA IV CONFERÊNCIA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL, REGIMENTO INTERNO, ARTIGO 22, REQUERIMENTO PARA INCLUSÃO NO SEGMENTO DA REPRESENTAÇÃO DOS TRABALHADORES (AS). 

O secretário Sr. Juvenal Araújo, recebendo a pauta de reivindicações afirmou o compromisso com o INSPIR, que neste encontro representa as maiores centrais sindicais do Brasil, e que todas lutando por uma pauta unificada, Igualitária e de reconhecimento, Justiça e desenvolvimento na Década Internacional dos AFRODECENDENTES.

Fonte: Imprensa do STI Rio Claro.

Deixe uma resposta