centrais-definem-agenda-de-mobilizacoes-e-protestos-1Dirigentes das Centrais Sindicais se reuniram ontem, dia 19 de outubro, na sede nacional da CUT, em São Paulo SP, para para tratar sobre extensa pauta de ações, mobilizações e protestos.Sergio Luiz Leite, presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical, esteve presente e ressaltou que foi discutido um calendário de mobilizações contra as reformas trabalhista e previdenciária que retiram direitos dos trabalhadores.

O presidente da CUT, Vagner Freitas, saudou a unidade dos trabalhadores. “Estamos unidos em defesa do emprego, pela retomada do desenvolvimento, na resistência às reformas neoliberais e contra o desmonte do Estado”, afirma.

Participaram CUT, UGT, Força Sindical, Nova Central, CTB, CGTB e Intersindical. Há consenso quanto à organização de uma agenda de lutas e também aprovação de datas para protestos.

centrais-definem-agenda-de-mobilizacoes-e-protestos-2O secretário-geral da UGT, Canindé Pegado, informa que foram marcadas duas datas para manifestações. “Uma no dia 11 de novembro, com categorias que já estão mobilizando as bases. Até 25 de novembro, haverá convocação mais abrangente, envolvendo mais categorias”, explica.

Os dirigentes das Centrais também estão de acordo sobre a necessidade de mobilizar as sessões estaduais, para a realização de atos nas bases trabalhadoras e também com o objetivo de fazer pressão junto a deputados e senadores dos Estados e regiões.

Fonte: com informações da Agência Sindical.