Um dia triste que vai ficar marcado na História

0
266
Dia 26 de abril de 2017, uma data que ficará na História e memória dos trabalhadores brasileiros, como o dia da Infâmia e da Vergonha.
Uma triste data, que sempre irá nos remeter aos nomes daqueles que votaram contra os direitos trabalhistas e sociais do povo brasileiro, aprovando a Reforma Trabalhista, encaminhada pelo governo Temer, e que, por esse ato vil e covarde, serão lembrados como verdadeiros traidores da classe trabalhadora no Brasil.
Cada um dos nomes e fotos desses deputados federais vão ficar marcados, para que nunca mais sejam eleitos com os votos dos trabalhadores e trabalhadoras, e com os de suas famílias e comunidades, em cada recanto, região e cidade do Brasil.
Mas saibam que eles não vão nos deter! Estamos mais forte do que nunca!! Se uma derrota nos foi imposta, que fiquem sabendo que a luta em defesa dos direitos ainda não está vencida!!!
Agora o Senado nos aguarda, e que o governo e os congressistas tenham a certeza de que no dia 28 de Abril, a grande maioria do povo brasileiro irá se mobilizar, contra as injustiças advindas dessas propostas de reforma trabalhista e previdenciária.
Estamos atentos, no afã de que o governo retroceda, e que se abra um diálogo franco e participativo, em benefício à classe trabalhadora, e ao desenvolvimento, sendo esse um dos nossos principais compromissos de luta!

Sergio Luiz Leite, Serginho – Presidente da FEQUIMFAR e 1º Secretário da Força Sindical

Deixe uma resposta